Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 E.C.Ypiranga - Site Oficial
 História do Futebol Baiano
 Confraria do Esporte
 Cidade do Futebol
 Blog do Juca Kfoury
 BOL - E-mail grátis
 UOL - O melhor conteúdo
 CBF - Conf. Bras. de Futebol
 Portal Esportivo
 Federação Baiana de Futebol


 
ATAY - Associação dos Torcedores e Amigos do E.C.Ypiranga


Estamos em novo endereço

Temos um novo site com mais recursos. Faça aqui sua pesquisa histórica e para saber de novidades cliquer aqui e acesse http://ataypiranga.wordpress.com/



Escrito por ecypiranga@bol.com.br às 09h45
[] [envie esta mensagem] []



Futuro craque ou no mínimo um novo torcedor

Otto Marambaia dos Santos

 

O querido ypiranguense China Bastos apresenta à comunidade seu neto, Otto Marambaia dos Santos. Ele afirma que o garoto já demonstra muito talento para o futebol mesmo tendo menos de um ano de idade. Avô coruja é dose...

Foi logo encomendando uma “camisa tamanho bebê” que foi fornecida por Bernardo Improta.

O E.C.Ypiranga com certeza tem passado, presente e um belíssimo futuro!



Escrito por ecypiranga@bol.com.br às 16h55
[] [envie esta mensagem] []



Definidos os semifinalistas da segunda divisão do Baianão



Fonte: Redação  A TARDE

A décima e última rodada da primeira fase da segunda divisão do campeonato baiano, disputada na tarde deste domingo, 5, definiu as quatro equipes classificadas para as semifinais da competição.

Pelo grupo A, o Juazeirense garantiu o primeiro lugar ao vencer o Galícia em casa no Adauto Moraes por 2 a 0.  O azulino da capital acabou em terceiro e permanece por mais um ano na segundona.

O segundo lugar ficou com o Ypiranga, único time de Salvador que continua na disputa. O mais querido derrotou o lanterna Camaçariense por 3 a 2, no estádio de Pituaçu.

No grupo B, Itabuna se classificou como primeiro do chave, mesmo com a derrota em casa para o Jéquié, que ficou com a segunda vaga, por 2 a 1.

A Jacuipense, que ainda sonhava com a vaga, acabou desclassificada mesmo com a vitória fora de casa sobre o lanterna Poçoes por 2 a 1.

As semifinais começam já nesta quarta-feira, 8, com as partidas Jequié e Juazeirense, em Jequié, e Ypiranga e Itabuna, em Salvador, ambas partidas marcadas para às 19h30.

As datas e horários dos jogos de volta ainda não foram definidos. As equipes que passarem para a final já estarão garantidas na 1ª divisão do campeonato baiano em 2012.

Veja os resultados deste domingo e as classificações do grupos A e B da 2ª divisão do Baiano:

Resultados da 10ª rodada:

Grupo 1
Itabuna 1X2 Jequié
Poções 1X2 Jacuipense

Grupo 2
Ypiranga 3X2 Camaçariense
Juazeirense 2X0 Galícia

Classificação do Grupo 1
1º Juazeirense 19
2º Ypiranga 18
3º Galícia 13
4º Botafogo 7    
5º Camaçariense 1

Classficação do Grupo 2
1º Itabuna 14
2º Jequié 13
3º Jacuipense 12
4º Guanambí 11
5º Poções 5

Clique aqui e acesse o site oficial do "Mais Querido". Você encontra informações, vídeos e tudo sobre o E.C.Ypiranga.



Escrito por ecypiranga@bol.com.br às 08h25
[] [envie esta mensagem] []



Programa do dia 29/05/2011

Entrevista com o técnico do Ypiranga Aroldo Moreira no Cartão Verde Bahia

BANNER-PODCAST

É com imenso prazer que nossa equipe apresenta o primeiro podcast do Cartão Verde Bahia. Ainda é uma ideia embrionária, mas que pode evoluir com a sua participação. A partir de hoje, sempre às segundas-feiras, vamos disponibilizar aqui no blog, o áudio do programa do dia anterior.

Pensamos no torcedor que não conseguiu chegar em casa a tempo. Ou que tinha um compromisso no mesmo horário. No telespectador que perdeu um trecho do programa. Em você que não pode acompanhar a análise dos nossos convidados e quer saber tudo que foi tema do nosso debate semanal.

No programa deste domingo (29 de maio), Gustavo Castellucci recebeu Jaílson Baraúna, reporter da Metropole FM, como comentarista convidado. O técnico do Ypiranga, Aroldo Moreira, também estava na bancada.

Clique aqui e no Blog do Cartão Verde Bahia acesse o player e ouça. Ou, se preferir, faça o download do programa.

Se quiser deixar um comentário, clique aqui.

Fonte: Cartão Verde Bahia




Escrito por ecypiranga@bol.com.br às 18h20
[] [envie esta mensagem] []



Uma Ypiranguense no céu

De Maria Rita a Irmã Dulce


Irmã Dulce morreu em 13 de março de 1992, pouco tempo antes de completar 78 anos. A fragilidade com que viveu os últimos 30 anos da sua vida, com a saúde abalada seriamente - tinha 70% da capacidade respiratória comprometida - não impediu que ela construísse e mantivesse uma das maiores e mais respeitadas instituições filantrópicas do país, batendo de porta em porta pelas ruas de Salvador, nos mercados, feiras livres ou nos gabinetes de governadores, prefeitos, secretários, presidentes da República, sempre com a determinação de quem fez da própria vida um instrumento vivo da fé.

Segunda filha do dentista Augusto Lopes Pontes, professor da Faculdade de Odontologia, e de Dulce Maria de Souza Brito Lopes Pontes, ao nascer em 26 de maio de 1914 em Salvador, Irmã Dulce recebeu o nome de Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes. O bebê veio ao mundo na rua São José de Baixo, 36, no bairro do Barbalho, na freguesia de Santo Antônio Além do Carmo. A menina Maria Rita foi uma criança cheia de alegria, adorava brincar de boneca, empinar arraia e tinha especial predileção pelo futebol - era torcedora do Esporte Clube Ypiranga, time formado pela classe trabalhadora e excluídos sociais que foi o primeiro a romper com o perfil elitista do esporte baiano no início do século XX.

Aos sete anos, em 1921, perde sua mãe Dulce, que tinha apenas 26 anos. No ano seguinte, junto com seus irmãos Augusto e Dulce (a querida Dulcinha), faz a primeira comunhão, na Igreja de Santo Antônio Além do Carmo.

A sua vocação para trabalhar em benefício da população carente teve a influência direta da família, uma herança do pai que ela levou adiante, com o apoio decisivo da irmã, Dulcinha.

Aos 13 anos, o destemor e o senso de justiça, traços marcantes revelados quando ainda era muito novinha, faziam com que ela acolhesse mendigos e doentes, transformando a casa da família, na Rua da Independência, 61, no bairro de Nazaré, num centro de atendimento. É nessa época, em que sua casa ficou conhecida como ‘A Portaria de São Francisco’, tal o número de carentes que se aglomeravam à porta, que ela manifesta pela primeira vez o desejo de se dedicar à vida religiosa, após visitar com uma tia áreas onde habitavam pessoas pobres.

Em 8 de fevereiro de 1933, logo após a sua formatura como professora,Maria Rita entrava para a Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, na cidade de São Cristóvão, em Sergipe. Pouco mais de um ano depois, em 15 de agosto de 1934, era ordenada freira, aos 20 anos de idade, recebendo o nome de Irmã Dulce, em homenagem à sua mãe.

A primeira missão de Irmã Dulce como freira foi ensinar em um colégio mantido pela sua congregação no bairro da Massaranduba, na Cidade Baixa, em Salvador. Mas, o seu pensamento estava voltado para o trabalho com os pobres. Já em 1935, dava assistência à comunidade pobre de Alagados, conjunto de palafitas que se consolidara na parte interna do bairro de Itapagipe. Nessa mesma época, começa a atender também os operários que eram numerosos naquele bairro, criando um posto médico e fundando, em 1936, a União Operária São Francisco – primeira organização operária católica do estado, que depois deu origem ao Círculo Operário da Bahia. Em 1937, funda, juntamente com Frei Hildebrando Kruthaup, o Círculo Operário da Bahia, mantido com a arrecadação de três cinemas que ambos haviam construído através de doações - o Cine Roma, o Cine Plataforma e o Cine São Caetano. Em maio de 1939, Irmã Dulce inaugurava o Colégio Santo Antônio, escola pública voltada para operários e filhos de operários, no bairro da Massaranduba.

Nesse mesmo ano, Irmã Dulce invadiu cinco casas na Ilha dos Ratos, para abrigar doentes que recolhia nas ruas. Expulsa do lugar, ela peregrinou durante uma década, levando os seus doentes por vários lugares. Por fim, em 1949, Irmã Dulce ocupa um galinheiro ao lado do convento, após autorização da sua superiora, com os primeiros 70 doentes. A iniciativa deu origem à tradição propagada há décadas pelo povo baiano de que a freira construiu o maior hospital da Bahia a partir de um simples galinheiro. Já em 1959, é instalada oficialmente a Associação Obras Sociais Irmã Dulce e no ano seguinte é inaugurado o Albergue Santo Antônio.

O incentivo para construir a sua obra, Irmã Dulce teve do povo baiano, de brasileiros dos diversos estados e de personalidades internacionais. Em 1988, ela foi indicada pelo então presidente da República, José Sarney, com o apoio da Rainha Sílvia, da Suécia, para o Prêmio Nobel da Paz. Oito anos antes, no dia 7 de julho de 1980, Irmã Dulce ouviu do Papa João Paulo II, na sua primeira visita ao país, o incentivo para prosseguir com a sua obra.

Os dois voltariam a se encontrar em 20 de outubro de 1991, na segunda visita do Sumo Pontífice ao Brasil. João Paulo II fez questão de quebrar o rigor da sua agenda e foi ao Convento Santo Antônio visitar Irmã Dulce, já bastante debilitada, no seu leito de enferma. Cinco meses depois da visita do Papa, os baianos chorariam a morte do Anjo Bom. No velório, na Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia, políticos, empresários, artistas, se misturavam a dor das milhares de pessoas simples, anônimas. Muitas delas, identificadas com o que poderíamos chamar do último nível da escala social, justamente para quem Irmã Dulce dedicou a sua obra.

Fonte: Obras Sociais Irmã Dulce - http://www.irmadulce.org.br/bemaventurada/vida_de-maria-rita-a-irma-dulce.php



Escrito por ecypiranga@bol.com.br às 22h40
[] [envie esta mensagem] []



Todas e todos ao Pituaçu no próximo domingo,5/6, às 16h

Ypiranga vence e volta à liderança do grupo 1

O Ypiranga se recuperou da derrota para a Juazeirense e venceu o Botafogo-BA por 3 a 1, na tarde deste sábado, no estádio do Barradão, e voltou a liderar o Grupo 1.

Com esse triunfo, o “Mais Querido” chegou a 15 pontos e abriu dois de vantagem para o Galícia e Juazeirense, sendo que o time de Juazeiro encara a Camaçariense neste  domingo em Camaçari. Na última rodada, o Ypiranga joga contra a Camaçariense, no estádio de Pituaçu, e a Juazeirense encarar o Galícia, no Adauto Morais.

O JOGO:

A partida começou com o Ypiranga indo para cima e, aos 8 minutos, o atacante Júnior fez uma boa tabela com Pantera e recebeu de volta. O jogador deu um toque sutil e abriu o placar. O “Mais Querido” foi para cima e dois minutos depois, Pantera aproveitou a bola na área e balançou as redes, para a alegria da grande maioria dos torcedores presentes no estádio.

Depois do segundo gol, o Botafogo-BA tentou ir para cima, mas o time comandado por Aroldo Moreira marcou bem e aproveitou para explorar os contra ataques. Tanto que, aos 43 minutos, o meia Braw aproveitou a oportunidade e balançou pela terceira vez a rede do adversário.

No segundo tempo, o Botafogo-BA veio com maior disposição, enquanto o “Mais Querido” só partia para o ataque em boas.

**Visite o site oficial do E.C.Ypiranga e entre firme na batalha para levarmos "O Mais Querido" para a 1ª Divisão. Clique aqui e acesse http://www.esporteclubeypiranga.com.br/



Escrito por ecypiranga@bol.com.br às 22h15
[] [envie esta mensagem] []



O E.C.Ypiranga rumo à 1ª Divisão



Escrito por ecypiranga@bol.com.br às 22h10
[] [envie esta mensagem] []



Craque afro


Apolinário Santana, mais conhecido por Popó, começou a jogar aos 14 anos e atuava em todas as posições. Até no gol. Mas a principal façanha do maior supercraque baiano foi tornar-se o líder do revolucionário time do Ypiranga, o primeiro a vencer o racismo que marcou o início do futebol no país. O Vasco, no Rio, e outros clubes seguiram o exemplo dos baianos.



Escrito por ecypiranga@bol.com.br às 11h37
[] [envie esta mensagem] []



Veja o site oficial do E.C.Ypiranga. É só clicar no endereço e ver como ficou excelente!

http://www.esporteclubeypiranga.com.br

Nosso querido E.C.Ypiranga a cada dia mostra que com profissionalismo e competência novas glória estão para chegar.

Veja e divulgue o novo site oficial do Mais Querido!



Escrito por ecypiranga@bol.com.br às 17h19
[] [envie esta mensagem] []



Emerson Ferreti é o mais novo soteropolitano



O desempenho como esportista nos dois maiores clubes de futebol da Bahia e os trabalhos sociais desenvolvidos pelo ex-goleiro fez com que o gaúcho Emerson de Souza Ferreti recebesse o Título de Cidadão da Cidade do Salvador. O evento aconteceu no Plenário Cosme de Farias, na Câmara Municipal, na noite de quarta-feira, dia 2. Além do autor do requerimento e do homenageado, compuseram a mesa diversas autoridades.

Para representar o amor que Emerson tem pela cultura baiana, o goleiro entrou no plenário ao som do Cortejo Afro e foi muito aplaudido pelos amigos, familiares, torcedores e admiradores do ex-atleta. Além da homenagem ao atleta lembrou-se dos trabalhos sociais desenvolvidos pelo ídolo e os serviços sociais prestados a Salvador.

Depois que recebeu o Título de Cidadão de Salvador das mãos de sua mãe Sirlei Ferreti, Emerson, visivelmente emocionado, declarou o amor que tem por Salvador e pela Bahia e arrancou aplausos da platéia.

"Isso é diferente de tudo que já vivi. É a realização de um sonho. Salvador é uma paixão antiga. Sou muito feliz por ter representado os dois maiores clubes do Nordeste. Amo muito Salvador e por isso estou me sentido totalmente realizado nesta noite", disse Emerson.



Escrito por ecypiranga@bol.com.br às 15h27
[] [envie esta mensagem] []



"O mais querido"



Escrito por ecypiranga@bol.com.br às 15h25
[] [envie esta mensagem] []



Emerson Ferretti vai ser homenageado na Câmara Municipal de Salvador


Além de ser comentarista de Rádio e TV, gerente do Ypiranga, ex-ídolo de Bahia e Vitória, Emerson Ferretti vai ter mais um motivo pra comemorar. Na próxima quarta-feira (2), às 19h, ele será homenageado na Câmara Municipal de Salvador. Ferretti vai receber o título de Cidadão da Cidade do Salvador, requerida pelo vereador Adriano Meireles. Ferreti é gaucho e foi goleiro titular da equipe tricolor entre os anos de 2000 e 2005, sendo considerado o atleta que mais vestiu a camisa 1 do time. Já no Vitória, permaneceu por 1 ano, entre 2006 e 2007.


O E.C.Ypiranga parabeniza Emerson Ferreti



Escrito por ecypiranga@bol.com.br às 19h55
[] [envie esta mensagem] []



Brincalhona, incoerente e insensível


É realmente uma brincadeira o que a Federação Baiana de Futebol está fazendo, ao exigir dos clubes da capital, que vão se inscrever para disputar o Acesso em 2010, um laudo pericial afirmando que o estádio de Pituaçu reúne condições para que ali possam ser disputadas competições de futebol.


Além de brincalhona, incoerente, porque inteiramente reformado este ano, Pituaçu, utilizado pelo Bahia no Estadual, é a praça de esportes onde o clube manda seus jogos na Série B do Campeonato Brasileiro.


Mas não só brincalhona e incoerente, a entidade é também insensível. Num momento em que há uma perspectiva de se ter em Salvador e na sua Região Metropolitana, num futuro próximo, quatro grandes estádios – Fonte Nova, Pituaçu, Barradão e uma arena multiuso, a ser construída por empresários portugueses, em parceria com a dupla Ba-Vi – ela cria embaraços para a volta ao futebol profissional de agremiações tradicionais da Bahia, como Galícia, Ypiranga, Botafogo e Leônico.


Somente mais dois detalhes: R$ 12 mil é o custo do laudo pericial e R$ 10 mil é o preço da inscrição, cobrado pela FBF, para a disputa do Campeonato de Acesso.


Em compensação, sem qualquer critério, aceita inscrições de vários clubes de uma mesma cidade – para o ano, Bahia e Vitória vão praticamente disputar o Campeonato Feirense, com Fluminense, Bahia de Feira e Feirense – não se levando em conta a população, a massa torcedora, nem a quantidade de praças esportivas disponíveis.


Outra coisa: muitas destas agremiações surgidas recentemente e que se habilitam para concorrer ao Acesso ou são chapa branca, mantidas ilegalmente pelas administrações municipais, ou pertencentes a empresários, que utilizam o futebol sem qualquer comprometimento, visando exclusivamente a auferir lucros para seus investimentos.


Nada contra Feira de Santana, mas com o novo regulamento, permitindo a ascensão de dois clubes, e inexistindo qualquer limitação, nada impedirá, por exemplo, que o Astro e o São Paulo, ambos de Feira, conquistando o título e obtendo o segundo lugar no Acesso em 2010, se credenciem para o Campeonato Baiano (ou Feirense) de 2011. E aí?


Antônio Matos é jornalista e delegado de Polícia (Conselheiro do E.C.Ypiranga) -
amatosjr@ig.com.br 

Fonte: http://bahiaja.com.br/noticia.php?idNoticia=19957



Escrito por ecypiranga@bol.com.br às 07h33
[] [envie esta mensagem] []



EDITAL DE CONVOCAÇÃO



Esporte Clube Ypiranga
Fundado em 7 de setembro de 1906

O PRESIDENTE DO CONSELHO DELIBERATIVO DO ESPORTE CLUBE YPIRANGA NO USO DAS SUAS ATRIBUIÇÕES LEGAIS E ESTATUTÁRIAS CONVOCA OS CONSELHEIROS PERMANENTES E TRANSITÓRIOS PARA A REUNIÃO DO SEGUNDO SEMESTRE DO CONSELHO DELIBERATIVO, QUE TRATARÁ DA APRECIAÇÃO, AVALIAÇÃO E APROVAÇÃO OU NÃO, DOS ATOS E REALIZAÇÕES DO CONSELHO DIRETOR NESSE SEGUNDO SEMESTRE E AO MESMO TEMPO SERÁ DISCUTIDO A SITUAÇÃO DA VICE PRESIDENCIA DESSE MESMO CONSELHO DIRETOR. A REUNIÃO SERÁ NO AUDITÓRIO DO SINDICATO DOS QUÍMICOS E PETROLEIRO, SITUADO NA RUA MARUJOS DO BRASIL, 20 - TORORÓ, TENDO O SEU INÍCIO AS 19:00 HORAS E O SEU TÉRMINO AS 21 HORAS, DO DIA 25 DE NOVEMBRO DE 2009.



Escrito por ecypiranga@bol.com.br às 19h32
[] [envie esta mensagem] []



E.C.Ypiranga nasceu no dia 7 de setembro de 1906. Viverá para sempre!

103 anos do “Mais Querido”

O E.C.Ypiranga é imortal.

"Outros clubes do futebol baiano podem ser mais ricos, mais prósperos, mais badalados pela imprensa, donos até de maior torcida e de maior número de títulos recentes. Nenhum de gloriosa tradição quanto o E.C. Clube Ypiranga, o time de Popó, antigamente poderoso, milionário, invencível, supercampeão... O Ypiranga pode perder a vontade por que já ganhou demais, já deu muita alegria aos seus fiéis torcedores. Se o visitante tiver de escolher um clube de futebol, escolha o Ypiranga..."
Jorge Amado


Fatos que nos enchem de orgulho


Na Bahia, o Ypiranga era caso exemplar de democracia racial

...Mas as coisas não mudaram de vez. Para jogar em clubes como o Bahiano de Tênis e a Associação Atlética era preciso passar por um crivo. "Preto não entrava no Bahiano nem pela porta da cozinha", lembra a música de Gilberto Gil. Seguia-se um fenômeno nacional. Alguns clubes no Rio e em São Paulo preferiram fechar as portas a aceitar negros nos seus plantéis. No Rio de Janeiro o primeiro a aceitar negros foi o Vasco da Gama. Na Bahia o E.C.Ypiranga que hoje comemora 103 anos.
Fonte base: Correio da Bahia, 23/07/2006



Escrito por ecypiranga@bol.com.br às 14h28
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]